Regressou o ‘Algarve Rugby Festival’

SONY DSC

O Algarve Rugby Festival regressou novamente, tendo decorrido mais uma edição do já renomado evento dedicado ao râguebi no Algarve no primeiro fim de semana de abril de 2016. O campo do Browns Sports & Leisure Club recebeu dois jogos, em que uma equipa do Exército Britânico defrontou o CDUL e o Gloucester XV.

À imagem de anos anteriores, e contando novamente com a presença dos militares britânicos, o Algarve Rugby Festival pretendeu divulgar este desporto na região, tanto entre a comunidade de ingleses, em férias ou residindo permanente (os chamados “expats”, de “expatriados”), como entre a população portuguesa. Por esse motivo, a entrada no evento foi livre.

As equipas em presença não eram simplesmente amadoras; pelo contrário, exibem níveis de competição elevados, tendo permitido aos espectadores assistir a râguebi de alto nível. A equipa portuguesa do CDUL (Centro Desportivo Universitário de Lisboa) viria a ser vice-campeã nacional um mês depois, perdendo com a equipa de Direito na final por 11-6. Já o “British Army” foi recentemente campeã do mundo no campeonato de râguebi militar.

O râguebi em Portugal

 

Ao longo dos últimos 20 anos, assistiu-se a um aprofundar da preponderância do futebol enquanto desporto de grande implantação social, quer em termos de prática desportiva quer em termos de assistência e adesão popular. Por outro lado, outros desportos, individuais ou coletivos, têm maiores dificuldades para se mostrar (a não ser que sejam sucedâneos do futebol, como o futsal ou o futebol de praia.) Hoje em dia, é mais difícil ver râguebi na televisão do que há alguns anos atrás, por exemplo.

Neste sentido, iniciativas como a do Browns Sports & Leisure Club são de louvar, uma vez que vêm mostrar como o râguebi pode ser uma festa, ajudam a desmistificar algumas ideias feitas – como o facto de ser um desporto mais “bruto” que o futebol, quando na verdade é o contrário – e, de uma forma geral, promovem o desporto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *