António Aguilar Acredita na Profissionalização do Râguebi “Sevens”

409px-Antonio_Aguilar_in_The_Undefeated

O treinador da seleção portuguesa de râguebi “Sevens”, António Aguilar, numa entrevista à rádio SBS, de Sydney, afirmou que o futuro do râguebi “Sevens” português poderá passar pela profissionalização. Aguilar falava antes de começar a 4.ª etapa do Circuito Mundial de Râguebi “Sevens” 2015-16, disputada na Austrália, em fevereiro de 2016. O selecionador referia que tal não será expectável ao nível dos clubes, mas que a seleção, caso consiga patrocínios, e agora que a modalidade é um desporto olímpico, poderá ter essa possibilidade. As seleções de “rugby Sevens” passam muitas semanas fora de casa, dados os compromissos com o Circuito Mundial, e não será viável ser jogador e conciliar o “Sevens” com os estudos ou uma profissão. O treinador acrescentou ainda que, embora esteja agora dedicado a 100% à seleção, enquanto jogador só conseguiu tornar-se profissional jogando no estrangeiro (África do Sul e França).

À rádio australiana, Aguilar contou ainda que o râguebi chegou a Portugal através de estudantes anglo-saxónicos que introduziram o desporto nas universidades, e que só mais tarde chegou aos clubes. Apesar de o futebol ser dominante, Aguilar conta que, na escola, as crianças adoram a experiência de jogar com uma bola diferente.

Circuito Mundial de Râguebi “Sevens”

O “World Rugby Sevens Series” é um campeonato mundial de seleções nacionais de râguebi “Sevens” que, ao contrário do que acontece geralmente com os torneios de seleções, é disputado ao longo de uma época ou temporada, como acontece com os campeonatos nacionais de qualquer desporto, e não concentrando o evento num curto período de tempo. É organizado pela World Rugby, a entidade máxima do desporto a nível mundial. A duração, tal como acontece com os campeonatos de futebol, abrange dois anos civis: o Circuito de 2015-16 começou em dezembro e terminou no maio seguinte.

Seleção: bons resultados na 4.ª etapa

Não existindo grande tradição de râguebi ou râguebi “Sevens” em Portugal, naturalmente as seleções portuguesas não são favoritas para a vitória. Não obstante, nesta etapa, Portugal conseguiu pela primeira vez somar duas vitórias consecutivas no Circuito, ao bater o Canadá por 26-17 e depois o Japão por 31-17.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *